BLOG

Vamos falar sobre a Poupança?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Quando se fala em investimentos, uma das máximas que a gente ouve é: “tire seu dinheiro da poupança”. Mas afinal, qual é o real problema da poupança?

Neste artigo, vamos tentar desmistificar este argumento, e te mostrar porque a poupança causa tanto medo, e ao mesmo tempo é um dos investimentos mais usados pelos brasileiros.

Um dos mais usados?

Pois é: até o início do ano passado, eram mais de 109 milhões de brasileiros mantendo algum dinheirinho na poupança. Gente que não necessariamente é investidor, mas encontra na poupança uma maneira descomplicada de investir, poupar dinheiro.

Esse é o principal ponto a favor da poupança: ela é simples de usar mesmo por quem não entende nada de finanças. Quase todo banco oferece uma poupança atrelada à conta corrente de seus clientes, o que torna fácil a manutenção do dinheiro que fica ali. Para colocar dinheiro ali, é só transferir. Pintou uma emergência? Basta sacar direto da poupança, ou retornar o dinheiro à conta corrente.

Mas se é usado por tanta gente assim, não pode ser ruim, né?

A questão é que a poupança rende muito pouco – quase nem rende, na verdade. Seu rendimento é tão baixo que geralmente fica abaixo da taxa de inflação – ou seja, os preços das coisas aumentam mais rápido do que o seu dinheiro rende estando na poupança.

Exemplificando: faz de conta que você quer comprar algo que custa 100 reais. Você começa a colocar um dinheirinho na poupança todo mês, pensando que os rendimentos irão ajudá-lo a multiplicar o montante investido. Depois de um ano, você até pode ter 100 reais na poupança… mas o produto que você queria comprar já está custando R$ 120!

Atualmente, o rendimento da poupança está em cerca de 4,55% ao ano. Isso significa que se você colocar 100 reais na poupança hoje, irá sacar R$ 104,55 daqui um ano. Pouco né?

Esta defasagem no rendimento torna a poupança uma má ideia porque você nunca está ganhando dinheiro no mesmo ritmo da inflação. Perde-se o chamado “poder de compra”, pois algo que custava 100 reais em 2018 não necessariamente custará os mesmos 100 reais em 2019.

Quem investe dinheiro está justamente tentando ficar longe da inflação – a ideia é ganhar mais do que a inflação, para aumentar seu poder de compra. Em um investimento que rende menos que a inflação, isso é simplesmente impraticável, o que é mais um ponto contra a poupança.

Claro que existem outros fatores que devem ser levados em conta: o rendimento da poupança depende da taxa Selic (que é a taxa básica de juros da economia), e ela muda de ano para ano, mas nunca tem lá uma grande variação — atualmente está em 6,5% ao ano. Já o rendimento de um CDI, por exemplo, sempre acompanha o da taxa Selic, ou seja, mesmo investimentos de renda fixa que são tão seguros quanto a poupança podem ser mais interessantes em termos de rendimento.

Dúvidas Frequentes

Muita gente acha que, ao investir seu dinheiro, ele fica “retido”, não podendo ser retirado até o final do prazo especificado. Porém, há investimentos com liquidez diária que permitem o resgate rápido, e a rentabilidade deles os torna muito mais atrativos do que a poupança.

Outro mito bem comum: só a poupança é coberta pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC), então caso a instituição financeira quebre, seu ressarcimento é garantido – mediante algumas regras.

Isso também não é verdade: há muitos outros investimentos em renda fixa que também são garantidos pelo FGC, como os CDBs, os LCIs e os LCAs. E, há investimentos que são segurados pelo Governo Federal, ou seja, seu dinheiro nunca está simplesmente “solto” por aí.

Conclusão

Na prática, a poupança é fácil de usar, mas seu dinheiro não vai render quase nada se for deixado lá. Investir é justamente fazer render, multiplicar, e é nisso que quem planeja investir dinheiro deve pensar.

Se você não sabe direito qual é a melhor maneira de investir o seu dinheiro, não se preocupe: a Xponencial tem uma equipe de especialistas em mercado financeiro pronta para lhe atender, que irá ajudá-lo a escolher o melhor investimento com segurança.

Fale com nossa equipe, e comece hoje mesmo a fazer o seu dinheiro render de verdade.

Para receber mais conteúdos como este, inscreva-se em nossa newsletter: