BLOG

5 metas financeiras para você atingir os seus objetivos

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Se muitas vezes alcançar objetivos materiais parece difícil, a falta de planejamento e definição de metas pode ser a explicação. Afinal, de nada adiantar pensar no futuro sem que as ações sejam tomadas no presente.

Para ajudar, preparamos um conteúdo com 5 metas financeiras que podem mudar a relação com o dinheiro. Confira!

Meta 1: conheça TODOS os seus gastos

Como é possível poupar dinheiro se muitas vezes você nem sabe para onde ele vai? É por isso que o primeiro passo é ter visão dos gastos. É possível fazer isso em uma planilha do Excel ou, se preferir à moda antiga, em um caderno. O importante é entender exatamente como a quantia que você tem mensalmente é distribuída.

Liste as contas fixas, como água, luz, internet e telefone. Depois, as variáveis, que costumam estar na fatura do cartão, como os famosos aplicativos de transporte e alimentação. Feito isso, é preciso ver quanto de dinheiro é consumido por cada item para, enfim, ter visibilidade sobre os gastos.

Meta 2: defina seus objetivos de curto e longo prazo

As metas devem ser planejadas de acordo com a complexidade e importância de cada objetivo. Afinal, ao longo da vida são inúmeros os planos a serem realizados.

Para isso, a dica é definir objetivos de curto, médio e longo prazo. No primeiro caso, se enquadram aqueles objetivos que demandam cerca de 1 ano para serem concluídos, como o de redução de gastos. No segundo, estão os objetivos de, no mínimo, 2 anos. É o caso de uma viagem internacional ou o da compra de um carro.

Por fim, os objetivos de longo prazo são aqueles que precisam de 5 ou mais anos para serem alcançados. Entre os exemplos, o de ganhar uma boa aposentadoria.

Meta 3: corte gastos desnecessários

Depois de saber quais são seus gastos, o passo mais sábio é cortar aqueles que são desnecessários. É claro que um delivery sempre vai bem, mas com frequência causa dor de estômago (quando chega a fatura).

Uma dica é reavaliar até mesmo os custos fixos. Você realmente precisa de toda a velocidade de internet contratada? E os canais da TV por assinatura?

Meta 4: quite suas dívidas

Você sabia que os juros anuais do cartão de crédito podem chegar a até 875%? É por isso que de nada adianta ter um objetivo claro para o futuro se no presente as dívidas não forem eliminadas.

Antes de começar qualquer planejamento a longo prazo, estabeleça metas para o presente. Quais são as dívidas em aberto? Juntas, elas somam qual valor? O que é preciso fazer para quitá-las?

Meta 5: quando possível, inicie sua reserva de emergência

Problemas de saúde, quebra do carro e até um encanamento furado. Mesmo com muito planejamento, algo sempre pode sair do controle. E para que os imprevistos não prejudiquem seu orçamento e objetivos, a dica é fazer uma reserva de emergência.

O valor deve girar em torno de três a 12 meses de salário ou equivaler a pelo menos seis meses do custo fixo. Pode parecer muito – e de fato é –, mas você pode ir montando essa reserva aos poucos, conforme suas possibilidades e metas financeiras.

Fonte: XPE

Para receber mais conteúdos como este, inscreva-se em nossa newsletter:

duplodez

Passo a passo – como começar a investir

Listamos aqui os 5 principais passos para se começar a investir. Confira! 1. Estabeleça os seus objetivos Por qual razão você está economizando dinheiro? Se